25/04/11

Só para me dar os parabens, :)

Estava prestes a encontrar-me contigo, mais uma vez. Era daqueles nossos encontros às escondidas em que, no meio de todos, criavamos o nosso cantinho. Das últimas vezes tinha sido na piscina, no complexo desportivo e, hoje, era no festival da praia à noite. As dunas de areia suportavam o meu peso que, deitado, esperava por ti. Enquanto isso, com o barulho de uma multidão como pano de fundo, observava o mar bravo e a brisa bruta. Tinha um sorriso, simples e modesto, nos lábios e o cabelo húmido, juntamente com o resto do corpo, devido às gotículas de água que o vento me trazia. 
Era quase meia noite, já, e tu ainda não tinhas aparecido. Não estava preocupado, de todo. Sabia que estavas bem e que estarias quase a chegar, com todo o teu amor para mim, como sempre. O pessoal gritava e ria alto e aos céus, como se não houvesse amanhã. Ouvia-se copos de vidro a bater e música a encher o ar que respirava.
- Já tinha saudades tuas, sabes? - como era rica, a tua voz.
Assustei-me. Levantei-me demasiado rápido e caí para trás. 
- O mesmo tonto de sempre, não é Ed? - riste-te.
- A terra moveu-se descontroladamente neste sítio, não foi culpa minha! - respondi tentando manter um ar sério.
- Total razão, meu bem. Vá, de pé. - com uma mão de ajuda, consegui levantar-me.
Fiquei bem junto de ti, a ouvir cada vez menos o que me rodeava. Concentrei-me só na tua respiração, no teu coração a bater e no ressoar das ondas na areia. 

- Parabéns, Ed. - e beijaste-me.


11 comentários:

zore disse...

Gosto :)

Qéé disse...

just a dream, xD

MartaCristina disse...

Lindo, Alexandre.
Olha tenho alguma coisa pouco grandiosa, mas para ti, no meu blog.

Um beijinho. Parabéns.

Catarina disse...

gostei gostei!

Camila disse...

*---* foi de uma simplicidade imensa...

Luís Coelho disse...

Um sonho descrito de forma apaixonada.
Gostei muito deste novo estilo.
Voltarei .

Camila disse...

Que fofo isso... imaginei cada palavra (;

Geladeira disse...

Há sempre algo de fascinante na simplicidade!

Gostei

Daniela. disse...

Simples e arrebatador, como sempre.

Daniela. disse...

De férias também eu preciso, Alexandre :(

MartaCristina disse...

Perdida.
Ou pelo menos, sinto-me como tal.