17/04/11

24.

- Pelo que vejo aqui no histórico, nunca falámos muito.
- Sim, isso também é verdade.

Ela já estava farta que se atirassem a ela daquela maneira. Digamos que não eram todos os dias, mas ela já estava verdadeiramente farta. As coisas em casa não estavam nada bem, com a inútil crise económica e com a sua auto-determinação para contar aos seus pais e aos seus dois irmãos que, de facto, estava pronta para partir e não voltar. Apagar a sua vida antiga e começar uma nova.
- Olá, o meu nome era Sandra e agora é Mel
O futuro que ela via nesses pensamentos, o futuro que ela via.

Só havia a desejar e a esperar que o seu patrão que pagasse o ordenado para poder, finalmente, sair do pais em busca de liberdade e de espairecimento. Queria esquecer os problemas que tinha em casa, por uma semana. Queria esquecer a escassez do dinheiro dos pais, por uma semana. Queria fugir aos rapazes que se atiravam a ela, irritantemente, por uma semana. Queria fugir da sua vida, por uma semana. Queria fugir, também, dele. De entre muitas coisas que ela não percebia, era como é que o coração funciona conjuntamente com o cérebro. Como é que dois opostos se conseguem entender? Pois a cabeça dela, toda organizada no mais belo dos escritórios, que dizia para o esquecer e que tinha a certeza de estar bem assim, sozinha, batalhava dias e dias com o seu coração, como se fosse uma piscina de bolas coloridas, lhe dizia que tinha que voltar para ele, tinha que voltar a sentir os seus lábios, tinha tinha tinha. Era complicado e ela não gostava da situação onde se encontrava. 
- É só esperar pelo ordenado, esperar pelo aniversário e jantar de família e ponho-me a andar. Só mais uma semana, Mel, aguenta-te.
Força de pensamento, era tudo o que tinha.



25 comentários:

DanielaFilipa disse...

hey , adorei ! :o

Marilena' disse...

Que texto divino !
Gosto tanto de aqui passar, é pena te-lo feito pouco ultimamente !

P.S. Obrigada pelo comentario.

Camila disse...

Desculpa mesmo minha falta de tempo. Ótima semana.
Tem TEXTO NOVO ...


Um beijo..

Daniela. disse...

Eu gostei do blog, gostei e revi-me na frase «Queria fugir da sua vida, por uma semana.» e amei ver o mosteiro da cidade da minha vida na tua foto de perfil. É só. E vou embora daqui fascinada. *

Daniela. disse...

Obrigado eu, por escreveres com a consciência e a suavidade com que escreves :)

Daniela. disse...

Mimos? No way. Apenas estou maravilhada com a escrita. Há poucas boas. :p

Daniela. disse...

Ainda bem que estamos de acordo, então :D

Daniela. disse...

Realmente seria, mas aviso-te que perdias :p

Daniela. disse...

Na minha teimosia, ora essa!

Daniela. disse...

Se isso era um elogio, muito obrigado. Se era uma expressão para dar início à batalha, então que comece :p

Daniela. disse...

Então vá lá :) beijinhos.

Daniela. disse...

Igualmente, stranger :)

Daniela. disse...

E isso não é uma contradição? Se outrora estiveste junto e sentes saudades, é porque (eventualmente) no presente já não estás junto.

Daniela. disse...

Exactamente como eu escrevi: se sentes saudade é porque estiveste junto e já não estás! Se continuasses junto, não sentias saudade. Se não estivesses sequer estado junto, não sentirias saudade porque era algo desconhecido para ti. Ou seja, tal como citei em cima, «se outrora estiveste junto e sentes saudade, é porque no presente já não estás junto». Ai, não me irrites xD

Daniela. disse...

É com a repetição que conseguimos convencer alguém a comprar o produto :p Quando quero persuadir alguém, digo uma coisa, depois digo essa mesma coisa com outras palavras e assim sucessivamente. Só que por escrito nota-se mais a repetição do que oralmente xD
Ah! E tens que me explicar como se tem um orgasmo com roxo (ahah, eu morri de rir com essa tua afirmação)

Daniela. disse...

Estive. Não devia?

Daniela. disse...

Ahah, que convincente, Alexandre!

Daniela. disse...

Sim, eu percebi. Mas a imagem que me invadiu foi uma pessoa qualquer toda vestida de roxo e tu com comportamentos estranhos em praça pública. Foi lindo, acredita que ri que chegue xD

Daniela. disse...

Eu estou a brincar.

Daniela. disse...

É que pareceu que me respondeste cheio de ironia e que me levaste a mal.. E não era essa a intenção, de todo. :p

Daniela. disse...

Então foi má interpretação minha, desculpa :)
Isto está cheio de comentários meus, que vergonha *ai*

Daniela. disse...

Até parece :p

Daniela. disse...

E eu vou vingar-me. Vou consumir o tempo até ficar com dor de barriga, hum1

Daniela. disse...

Se não concordasses comigo é que eu me admirava :p

Anie (: disse...

Bem pensado.. (:
Não tens de quê, pela força lol (:
Gosto do que escreves.. Continua (: